Palestra no Hotel Miramar em Alusão a Comemoração do Dia Nacional da Juventude em São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe comemora 5 de Novembro, dia nacional da juventude, data que no ano 1974 um grupo de jovem santomenses revindicaram os seus direitos.

Palestra no Hotel Miramar em Alusão a Comemoração do Dia Nacional da Juventude em São Tomé e Príncipe
Tempo de Leituta: 3 minutos

Tal como é celebrado o dia da independência, o dia da nacionalização das roças, o dia das mulheres santomenses, e outras datas importantes no país, também há uma data especial em que se comemora o dia nacional da juventude santomense.

A data celebrada no dia 5 de Novembro ganhou seu lugar no calendário de celebração santomense em 1974, em que um grupo de aluno do Liceu Nacional (na altura chamado de Liceu Colonial), promoveram uma acção na escola “Reunião Geral do Aluno”, proclamando mais direito para a população e reivindicando os seus direitos de serem independentes. A partir daquele momento começaram a fazer sentir a voz da juventude santomense e marcando assim a história com essa revolta.

Entretanto a juventude é considerada como a “força motriz de sociedade”, uma vez que nesta etapa da vida os jovens estão em preparação para o futuro, ou seja eles processam sua inserção nas diversas dimensões da vida social, sendo elas a entrada no mercado de trabalho, exercício dos direitos e deveres de um cidadão, responsabilidade familiar, etc.

Por essa razão, o Instituto da Juventude juntamente com o Conselho Nacional da Juventude nesta terça feira dia 5 de Novembro de 2019, fez de tudo para que a data não passasse despercebida. Foi realizado uma palestra no Hotel Miramar, em que explicou-se a importância do dia nacional da juventude para o país e abordou-se sobre os problemas correntes na camada jovem, e o que precisa ser feito para melhorar.

No entanto, algumas figuras públicas como Primeiro Ministro, Jorge Bom Jesus, Ministro da Juventude, Vinícius Pina, Directora Interina do Instituto da juventude, Esperança Neto Viana, Presidente do Conselho Nacional da Juventude, Calistro Nascimento deram um pequeno discurso acerca desta data, porém o orador do evento foi o Presidente da Associação Santomense para Promoção Familiar, Gilson Leite.

Além das entidades em cima mencionada, estiveram também presente a Ministra da Justiça, o Ministro das Obras Públicas, Representante da UNICEF e outros.

Entretanto, na entrevista feita ao Ministro das Obras Públicas, Osvaldo de Abreu, o ministro afirma que a juventude está na agenda da governação em todos os aspectos,  na composição do próprio elenco governamental e na presença de vários ministros presentes na palestra e nas acções do dia a dia do governo.

“Existem vários projectos em projecção para os próximos tempos, alguns já vêm de quase duas legislatura e outros que são de continuidade do Estado. Porém a preocupação é com a empregabilidade jovem, pelo que quando têm alguma coisa para fazer esses tornam mais responsáveis.”

Todavia o Ministro deixa uma exortação a juventude, que todos estejam mais atentos as oportunidades, os jovens não podem cingir apenas a velha máxima de que não há oportunidade ou existe falta de oportunidade, porque elas existem, não podem esperar as oportunidades ideais ou que sejam elas a baterem na porta, mas sim devem aproveitar as oportunidades que surgem e batalhar por outras melhores.

Osvaldo de Abreu também mencionou que existe alguma “aparência de falta de responsabilidade” por parte da juventude, os jovens precisam assumir os seus papéis na sociedade, não podem pensar que para tornarem alguma coisa tem de ser os outros a fazerem por eles, precisam mudar essa maneira de pensar.

Concluindo ele diz que os jovens podem contar com a ajuda do governo e também exigir os seus direitos desde que seja de forma organizada. O ministro acredita que a pré-disposição da juventude poderá ajudar em muito o governo a resolver os problemas que afectam essa faixa etária , não obstante existirem dificuldades.

“Com aquilo que temos nas mãos, todos juntos precisamos dar as mãos para um São Tomé e Príncipe melhor, portanto contem com o governo.”