O Que é Doença Falciforme Quais Os Principais Sinais ou Sintomas e a Possível Cura ou Tratamento

A doença falciforme é uma doença hereditária que é provocada pela hemoglobina S que é uma hemoglobina anormal o tratamento do paciente é baseado principalmente na prevenção das situações que levam à modificação da forma das hemácias que é designada como glóbulos vermelhos.

O Que é Doença Falciforme Quais Os Principais Sinais ou Sintomas e a Possível Cura ou Tratamento
Tempo de Leituta: 2 minutos

A doença falciforme é uma alteração genética caracterizado por um tipo de Hemoglobina anómala, designada por hemoglobina S que provoca distorção nos glóbulos vermelhos.

Em que a Hemoglobina é uma proteína responsável pelo transporte de oxigénio aos tecidos e está presente nos glóbulos vermelhos.

Como se adquire a doença falciforme?

Trata-se de uma doença hereditária, causada por mudança no gene da hemoglobina como resultado desta alteração, a hemoglobina S é produzida em lugar da hemoglobina normal presente nas pessoas que não apresentam a doença.

Contudo, a hemoglobina S pode ainda associar a outras anormalidades que gera outras condições, todas elas sintomáticas, como:

O que a presença da “Hemoglobina S provoca no organismo?

As hemácias das pessoas com doença falciforme sofrem alterações que modificam a sua forma e as tornam mais rígidas e dificulta a sua passagem pelos vasos sanguíneos e comprometem a circulação sanguínea e a oferta de oxigénio aos tecidos.

Estas alterações ocorrem na presença de desidratação, infecções, stress físico ou emocional, alterações bruscas de temperaturas, entre outros. E provocam dores ósseos e lesões nos órgãos em consequência da falta de oxigénio.

Além disso, as hemácias de forma anómala sofrem destruição (Hemólise), que causa icterícia (olhos e pele amarelados) e anemia, e ocorre ainda o risco  aumentado de infecções.

Quais os principais sinais e sintomas da Doença Falciforme?

  • Anemia, com icterícia
  • Dores ósseos e articulares;
  • Atraso no crescimento e desenvolvimento infantis;
  • Síndrome mão pé“, com inchaço e dores em punhos, tornozelos e dedos. Em geral nas crianças até 2 anos de idade;
  • Risco aumentado de infecções, dentre outros.

Mas será que há tratamento da Doença Falciforme?

O tratamento do paciente com doença falciforme é baseado principalmente na prevenção das situações que levam à modificação da forma das hemácias.

Também a manutenção do calendário da vacina em dia, rápido tratamento de infecções, evitar desidratação ou exposição inadequada a temperaturas extremas, evitar actividades físicas muito intensas, etc.

Desta forma, o paciente deve ser bem informado no sentido do auto-cuidado para que conheça a doença e possa evitar as situações de risco e reconhecer os sinais iniciais das complicações mais comuns e procurar o centro de saúde rapidamente.

Como faz-se o diagnóstico desta doença?

Faz-se o diagnóstico de duas formas sendo a primeira o teste do pezinho que deve se na primeira semana da vida.

Basta levar a criança ao posto de saúde mais próximo e este exame vai diagnosticar a doença falciforme.

O segundo é a eletroforese de hemoglobina que é realizada nas crianças de 4 meses e nos adultos que não realizaram o teste de pezinho.

Contudo, esta é uma doença afecta prioritariamente as pessoas na África Subsariana.