Governo São-Tomense Oficializou o Novo Programa Agrícola COMPRAN, Estimado Num Valor de 25 Milhões de Dólares

0
Tempo de Leituta: 2 minutos

O Governo São-Tomense em parceria com ministro das Finanças Osvaldo Vaz, abriu na manhã de ontem na presença do titular da pasta da Agricultura, Ministro Francisco Ramos, o atelier do lançamento da missão de formalização de COMPRAN.

Um projecto de apoio a comercialização, produtividade agrícola e nutrição estimado em 25 milhões de dólares financiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) em parceria com AFD e a Organização Internacional do Trabalho.

No seu discurso, o ministro das finanças disse que o manifesto da sua satisfação e gratidão pela forma empenhada, solidária e profissional que tanto o FIDA, a AFD e a OIT e outros parceiros de desenvolvimento, nesta luta sem tréguas que o país tem vindo a travar, como a pobreza, a insegurança alimentar e nutricional.

Porém, no domínio das culturas alimentares, os esforços desenvolvidos pelos agricultores no sentido da diversificação da produção com objectivo de obtenção de rendimentos complementares e devido aos constrangimentos ligados ao escoamento e comercialização acabam por não serem devidamente compensados.

O cacau que desde sempre foi  a base importante da economia e o produto que gera maiores rendimentos ao país, no decorrer de alguns anos para cá tem vindo a conhecer níveis de produção consideravelmente baixos.

Aliadas também as variações negativas dos preços no mercado internacional e os custos crescente dos insumos básicos, vem a originar uma quebra significativa nos rendimentos familiares, com particular incidência nas famílias que não estão sendo abrangidas pelos programas do FIDA, a AFD, o BAD e outros parceiros, disse o Governante Osvaldo Vaz.

Contudo tem se referido que os rendimentos que os agricultores obtém das suas actividades produtivas são baixas e as condições sociais em que vivem são degradantes.

O Governo São-Tomense acrescentou que tem que haver alteração no estado das coisas, pelo que as acções concretas terão que ser implementadas com vista a criação de haver condições que permitem ás populações obterem maiores rendimentos e melhorarem as suas condições de vida.

Contudo, o director da OIT para África Central François Murangira, disse que esta organização em São Tomé e Príncipe está comprometida em fornecer conhecimento técnico na concepção do projecto de Apoio a Comercialização, Produtividade Agrícola e Nutricional (COMPRAN).

Bem como contribuir para a implementação do mesmo e disponibilizar os seus conhecimentos técnicos e recursos financeiros já disponíveis a serem mobilizados.

Em suma a colaboração entre FIDA e a OIT é global, mas é transmitida uma atenção especial para África, acrescentou François Murangira tendo sublinhado que as parcerias do FIDA e a OIT a nível dos países africanos são relevantes no contexto da reforma das Nações Unidas.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More