Edifício do Ministério da Saúde Foi Reinaugurado Ontem Pelo Primeiro Ministro São-Tomense “Jorge Bom Jesus”

No dia 26 de Novembro de 2019, o Primeiro Ministro e Chefe do Governo reinaugurou o edifício do Ministério da Saúde que encontrava-se em reabilitação a um ano, e contou com a presença da Representante da Organização Mundial de Saúde em São Tomé e Príncipe e do Ministro da Saúde

Edifício do Ministério da Saúde Foi Reinaugurado Ontem Pelo Primeiro Ministro São-Tomense "Jorge Bom Jesus"
Tempo de Leituta: 2 minutos

O edifício do ministério da saúde, na capital da capital São-Tomense esteve sob reabilitação por um ano e no dia 28 de Novembro de 2019 foi inaugurado pelo Primeiro Ministro.

As obras de reabilitação esteve a cargo da Empresa de Construção Civil, Comercio, Industria e Mobiliário, em que a mesma foi avaliado em cerca de 370 mil euros.

Eventualmente este acto teve como objectivo mostrar o comprometimento do Governo com o sector de saúde, que é fundamental e vital, o principio e o fim do desenvolvimento.

Certamente que, a questão de saúde no desenvolvimento do país tem um papel importantíssimo, porque sem a saúde não há garantias e qualidade de vida das populações.

Com isso, o executivo apelou para a contribuição de todos como forma de garantir a saúde preventiva na sociedade São-Tomense.

A Representante da Organização Mundial de Saúde em São Tomé e Príncipe, Claudina da Cruz congratulou-se com a estrutura do ministério que demorou muito tempo para ser reabilitado.

Porque irá permitir uma maior e melhor funcionalidade dos serviços, uma maior interacção com os parceiros e maior conforto aos profissionais.

Reinauguração do Edifício do Ministério da Saúde

Edifício do Ministério da Saúde Foi Reinaugurado Ontem Pelo Primeiro Ministro São-Tomense "Jorge Bom Jesus"
Ministério da Saúde Reabilitado e pronto a ser usado

Por outro lado, o Primeiro Ministro frisou também sobre o valor arquitectónico do edifício que no seu entender poderá ser incluído na lista de património arquitectónico do país e porventura mundial.

Ainda mais, porque a medicina curativa não é muito mais onerosa, tardia e em muitos casos reversível e normalmente em muitos casos costuma ser fatal.

Contudo, o Ministro da Saúde elogiou o empenho do Primeiro Ministro na conclusão das obras e adiantou que o edifício irá permitir a centralização dos principais departamentos da mesma instituição.

Também ira permitir que haja grandes ganhos de economia e celebridade na conclusão dos processos que decorrerão no ministério.